Arquivos Mensais: Dezembro 2017

Saudade

Saudade Saudade é solidão acompanhada, é quando o amor ainda não foi embora, mas o amado já… Saudade é amar um passado que ainda não passou, é recusar um presente que nos machuca, é não ver o futuro que nos … Continuar a ler

Publicado em exCitações Fascinantes | Publicar um comentário

O meu Natal não é nada assim*

Para a maioria das pessoas o Natal é uma correria, é um stress, é uma confusão; mas esse não é o meu Natal. Pensamos em Natal e a primeira coisa que vem à cabeça é: “prendas”! As montras das lojas … Continuar a ler

Publicado em Reflexões Norbertinas | Publicar um comentário

Entre Beijos da Natureza

João Urbano Correia brinda-nos, nesta época festiva, com mais um livro de poemas, Entre Beijos da Natureza, (Chiado Editora). O João Urbano não nasceu no Soito, donde o seu pai era natural, mas com poucos meses ali se instalou e … Continuar a ler

Publicado em Os Meus Livros | Publicar um comentário

Natal

Porque o Natal também é um tempo de reflexão, aqui fica um poema de Álvaro Feijó:   Natal Nasceu foi numa cama de folhelho entre lençóis de estopa suja num pardieiro velho. Trinta horas depois a mãe pegou na enxada … Continuar a ler

Publicado em exCitações Fascinantes | Publicar um comentário

Natal… É sempre que o Homem quiser

Natal… É sempre que o Homem quiser Era Natal. O Inverno fazia-o prever, o cheiro das lareiras acesas anunciavam-no. A aldeia já tinha o toco preparado para arder nessa noite, tão aguardada. No Presépio, José e Maria esperavam o Menino. … Continuar a ler

Publicado em Reflexões Norbertinas | 2 Comentários

Uma flor e o teu amor

Num fim de tarde de um sábado, enquanto na lareira uns troncos aqueciam a alma (se é que alguma coisa ainda a pode aquecer…), e o som dos Hazmate Modine (“Bahamut”) amaciava a tensão de existir, folheava o n.º 4 … Continuar a ler

Publicado em Pensamento do Dia | Publicar um comentário

Quem escreve assim, não lhe doem as mãos…

“A Democracia é o regime em que, por eleição, deve emergir a Aristocracia, porque é suposto que às eleições só vai quem se considera melhor do que os outros cidadãos. Portanto: de cada vez que há eleições, é-nos revelado o elenco … Continuar a ler

Publicado em Pensamento do Dia | Publicar um comentário

A Utilidade do Inútil

“Custa-nos ver os seres humanos, ignorando a crescente desertificação que sufoca o espírito, dedicarem-se exclusivamente à acumulação de dinheiro e poder.” (pág. 16)  

Publicado em Pensamento do Dia | Publicar um comentário

A Utilidade do Inútil

“Só o saber pode desafiar uma vez mais as leis do mercado. Eu posso comungar com os outros os meus conhecimentos sem empobrecer.” (pág. 15) E eu acrescento que, um professor, quanto mais partilha o seu conhecimento, quanto mais dá … Continuar a ler

Publicado em Pensamento do Dia | Publicar um comentário

O hábito não faz o monge!

“Num contexto social em que se dá mais atenção ao aspecto «exterior» do que «à dignidade interior» não podemos admirar-nos se «a mais grosseira ignorância assumiu a aparência de cultura»”. (pág. 99)

Publicado em Pensamento do Dia | Publicar um comentário