Assim vai o país

SABUGALCarlos Afonso Borregana, presidente da Junta de Freguesia do Baraçal, teve na última Assembleia Municipal (27/12/2019) uma interessante intervenção, indo para além de egos inchados e umbigos paroquiais, de tantos que teimam na visão da ‘unha suja’, incapazes de olhar para onde o dedo aponta. Transcrevo:

«Como esta quadra se presta à reflexão proponho para hoje alguns factos políticos ocorridos desde a última Assembleia Municipal.

Na cimeira do clima em Madrid, António Guterres volta a pôr na ordem do dia o tema da emergência climática ao mesmo tempo que, em Lisboa, um grupo de gente, mais ou menos conhecida, aguarda a chegada de uma embarcação. A bordo não se encontrava o Dom Sebastião, mas sim a jovem Greta, a “Pirralha” que troca a escola por sessões de ralhetes a políticos. A menina Greta teve mais destaque do que qualquer outra personalidade nessa cimeira. Será este facto relevante?Depois de quatro anos de governo, António Costa ganha, finalmente, as eleições, e com a subida do seu Ego e cansado de relações sérias tenta agora a figura das uniões de facto.

António Costa, o ilusionista, apresenta um orçamento para 2020 com um estranho superavit. Para quem não está muito dentro destes assuntos é mais ou menos comparável a uma família endividada até ao pescoço, com obras para fazer em casa e o carro à espera de ir para a oficina mas que, pelo sim pelo não, reúne num mealheiro umas quantas moedas para mais tarde comprar uma raspadinha.

Soubemos esta semana que a execução orçamental de 2019 vai correndo de vento em popa com todos os dados a apontarem para um déficit de 0%. Desvalorizam alguns este feito atribuindo o mérito à conjuntura internacional favorável às taxas de juro especialmente baixas ou ao crescimento empresarial e do turismo. Mas sejamos justos: então não terão contribuído de forma decisiva algumas medidas do governo como sendo a ilusão das Cativações, o impressionante desinvestimento público ou a descarada subida generalizada de impostos? Eu penso que sim.

Eu não tenho a certeza se cada povo só tem os heróis que merece, mas estou certo que tem os políticos em que vota.

Uma boa passagem de anos para todos e muita coragem para o ano que aí vem.»
(Carlos Afonso Borregana)
Nota do Duqueli: agradeço o texto e espero mais reflexões de tão douta cabecinha!

Esta entrada foi publicada em exCitações Fascinantes. ligação permanente.

2 respostas a Assim vai o país

  1. José Nunes Martins diz:

    Que interessante intervenção foi esta na Assembleia Municipal do Sabugal?
    Sendo”Municipal” li e de municipal nada de nada!
    Bom ano de 2020.

    Gostar

    • DuqueLi diz:

      Na AM, antes da ordem do dia, também são viáveis intervenções políticas sobre o país; e muitas já foram feitas por todos os grupos parlamentares. No entanto, o grupo parlamentar que não corresponde ao governo da Nação é, normalmente, quem faz intervenções de carácter nacional. Lembro-me bem de muitas que os membros do PS fizeram no tempo do governo do Passos Coelho.
      Infelizmente, o período antes da ordem do dia é, normal e abusivamente preenchido com questões, ou de ‘lana caprina’, ou problemas que podiam ser resolvidas directamente na Câmara Municipal; outras há, e não são poucas, que servem apenas o propósito de falar para ‘ser ouvido’, notado e com isso lubrificar o ego.
      Já noutros textos aludi à confrangedora miséria que pelas AM tem passado, citando até as referências que alguns dos seus membros já deixaram em Acta.
      Saudações cordiais e um feliz ano
      Norberto Manso

      Gostar

Obrigado pelo seu Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s