Arquivos Mensais: Maio 2020

Portugal é um povo de suicidas, talvez um povo suicida.

Porque é que tantos disseram tanta coisa desagradável não nos deve remeter para argumentos de defesa, mas obrigar-nos a um exercício de autenticidade na análise que se impõe. Enquanto povo, podemos ser tanto melhores quanto mais compreendermos a nossa história, … Continuar a ler

Publicado em Os Meus Livros | Etiquetas , | Publicar um comentário

Conspirações!

“A razão é a maior puta do diabo… que deveríamos pisar com os pés e destruir, ela e a sua sabedoria. Atira-lhes excrementos para o rosto para a tornar feia. Ela é e deve ser afogada no batismo. Merecia, a … Continuar a ler

Publicado em Reflexões Norbertinas | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Amizades!

“Éramos amigos e agora somos estranhos um ao outro. Mas não importa que assim o seja: não procuremos escondê-lo ou calá-lo como se isso nos desse razão para nos envergonhar. Somos dois navios cada um dos quais com o seu … Continuar a ler

Publicado em Reflexões Norbertinas | Etiquetas | Publicar um comentário

Soito – Sabugal: mortalidade em 1918

Há 102 anos, em 1918, a pneumónica – gripe espanhola, também conhecida como gripe de 1918 – matou mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo. Em Portugal matou mais de 60 mil. Há uns anos, no âmbito … Continuar a ler

Publicado em Reflexões Norbertinas | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Em defesa da Língua Portuguesa

Em defesa da Língua Portuguesa Ou, Por uma Língua Portuguesa, Limpa e Segura  Ao assinalar a importância da Língua Portuguesa com um Dia Mundial, em que se sucedem iniciativas mais ou menos institucionais, apologéticas de uma honrosa classificação (4.ª língua … Continuar a ler

Publicado em Reflexões Norbertinas | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Desobediência Civil

Se um Estado for governado segundo os princípios da razão, a pobreza e a miséria são vergonhosas; se um Estado não for governado segundo os princípios da razão, a pobreza e a miséria são vergonhosas. Walden – ou a vida … Continuar a ler

Publicado em Os Meus Livros | Etiquetas , | Publicar um comentário

El agua apaga el fuego y al ardor los años

“El agua apaga el fuego y al ardor los años”, diz Joaquin Sabina numa das suas bonitas canções. De facto, com o passar dos anos vamos amadurecendo as emoções e os sentimentos. A rebeldia dos verdes anos – andar de … Continuar a ler

Publicado em Sexualidades | Etiquetas | Publicar um comentário